Gatos

Saiba como manter o bem-estar dos gatos

A personalidade independente dos gatos é um dos temas mais falados quando a ideia de adotar um bichano vem à tona, tornando-se um dos principais motivos por grande parte das adoções desses bichinhos.

Mas será que é só isso?

Por mais que os gatos sejam, sim, mais independentes, podendo adaptar-se a uma vida num espaço menor ou com um dono que não tenha tanto tempo para ele, os felinos precisam, sim, de cuidados especiais para a manutenção de seu bem-estar.

Quer saber como promover um maior bem-estar para o seu bichano? Continue lendo!

 

Bem-estar e comportamentos dos felinos

 

Como já mencionado, o interesse das pessoas pelos felinos vem crescendo cada vez mais devido a interessantíssima personalidade desses bichos.

A independência e a facilidade dos gatos de se adaptarem a ambientes menores, além de não apresentarem tantas necessidades sociais como o cachorro, por exemplo, são pontos chaves da personalidade curiosa desses animaizinhos.

Porém, vale destacar que não é só de sono e cara fechada que se resume um gato, muito pelo contrário: os felinos, principalmente na fase filhote, são, sim, bastante brincalhões e energéticos.

Além disso, o comportamento desses bichinhos mostra que, por mais que não pareça, eles precisam de muito carinho e atenção, além de brincadeiras e atividades físicas frequentes.

É normal que gatos adotados já nas primeiras fases da vida sejam tão manhosos quanto cães, por exemplo, sendo comum a necessidade anunciada (por miados) de carinho e colo, recompensados com ronronar e lambeijos.

Além do bem-estar social desses felinos, é preciso atentar-se aos cuidados que envolvem a saúde deles. Confira!

 

Cuidados necessários com os gatos

 

Assim como qualquer animal doméstico, os gatos precisam de cuidados especiais para que se mantenham sempre saudáveis.

Por isso, separamos os cuidados essenciais para você ter com o seu bichinho!

Leve-o ao veterinário: não é porque os felinos são independentes que eles não precisam de cuidados médicos! Faça visitas regularmente ao veterinário para evitar que o bichano sofra com alguma enfermidade.

Além disso, esteja ciente de deixar as vacinas do gato sempre em dia!

– Castração: além de evitar uma possível gravidez indesejada (no caso das fêmeas), a castração pode evitar comportamentos indesejados dos felinos, como sair por aí atrás de parceiros, evitando brigas e contato com doenças;

– Caixa de areia sempre limpa: gatos são animais extremamente higiênicos e, por isso, exigem um banheiro sempre limpo e bem cuidado – o que não é tarefa difícil, já que, diferentemente dos cães, os felinos não precisam de adestração, basta apresentá-los a caixinha de areia;

Brincadeiras e atividades físicas: os felinos, principalmente quando filhotes, são extremamente curiosos e brincalhões, por isso, estimule sempre essas características deles, dando pequenos brinquedos e atenção;

Alimentação: os gatos costumam se alimentar periodicamente, comendo pequenas porções ao longo do dia, por isso, atente-se à quantidade de ração e troque sempre por comida fresca: gatos são exigentes;

– Água fresca: é muito comum que gatos apresentem problemas renais, já que estes não têm o costume de tomar tanta água, por isso, mantenha sempre disponível água fresca pela casa toda, em diversos potinhos;

– Telas de proteção: caso more em apartamento, invista, sem pensar duas vezes, na tela de proteção, isso porque os bichanos são extremamente curiosos e gostam de estar em lugares altos, como o parapeito da janela.

Este texto te ajudou? Faça bom proveito e cuide bem de seu bichano! Aproveite para ler outros textos no nosso blog!

Deixe uma resposta